Tumblelog by Soup.io
Newer posts are loading.
You are at the newest post.
Click here to check if anything new just came in.
pauloantoniofdh

Acesse Qual é A Melhor De Empréstimo Ou Financiamento

Como Receber Dinheiro Com Investimento De 100 Reais


Concordo plenamente com o editorial Constituição amputada (6/3, A3). Investigar neste momento o chefe da Nação só faz significado mesmo se for pra queimá-lo politicamente. Um disparate, eu diria. É Com R$ um Milhão Dá Pra Largar Tudo E Viver De Renda? . Claro que Michel Temer tem que ser investigado, mas estes Robespierres de opereta poderiam aguardar mais 10 meses. A contestação de que provas poderiam ser destruídas é uma total aberração. Se houve documentos comprometedores, transações suspeitas, etc., as provas imediatamente sumiram e não será durante esses meses restantes do mandato presidencial que poderão ser manipuladas. Não tenho estima pelo sr. Temer, contudo respeito o presidente da República, que, pela minha despretensiosa posição, deveria poder trabalhar sem essa manobra, que em nada contribuirá pra continuação tranquila do governo.


Encerrado o mandato, encerrada a blindagem. O sr. Temer poderá até não ser padrão de lisura, contudo tenta fazer o indispensável, a meu enxergar. Oposição tacanha (contra os interesses da Nação), temor de perder benefícios absurdos, egoísmo eleitoral, etc., nos remetem à geração de republiqueta de bananas. Num universo dinâmico, avançamos como lesmas, ficando atrás em setores cruciais, principlamente na educação, e a expansão não vem.



  • Candle de Reversão - Como reconhecer momento direito para adquirir ações

  • 400 - Quais são os fatores de risco ou agentes etiológicos de meio ambiente


  • Atualmente, ainda estão vindo com aulas onlines…

  • DESCUMPRIMENTO DOS ARTS. 5º E dez DA LEI N. 8.429/92

  • 258-Quais são as doenças infecciosas mais comuns em trabalhadores

  • (50%) Ações: R$ 2.500



O enfoque pela divulgação da indispensável reforma previdenciária falhou ao não apontar que com ela se poderia investir bem mais em setores que nos envergonham. Não seria o exato? Apesar de tudo, é o nosso dinheiro que está em jogo. E é o nosso dinheiro que eles manipulam. Com a negativa de permissão de habeas corpus pela 5.ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) - aliás, nova decisão unânime, 5 x 0, contra o ex-presidente -, o STF passou a ser a tábua de salvação de Lula.


Seguramente, a defesa do mais honesto impetrará novo habeas corpus naquela Corte para evitar a sua prisão tão logo sejam julgados os embargos de declaração, em tramitação no TRF-4, de Porto Sorridente. Até de imediato o ex perdeu todos os recursos que impetrou. A ter fé que o Brasil ainda seja um estado sério, a lógica seria aguardar que o STF ratifique as decisões tomadas nas demasiado instâncias, tratando Lula como a pessoa comum que é, sem proveitos nem pesos e medidas antirrepublicanos. Chegou a hora de o STF declarar a tua cara. Lula teve a todo o momento a persistência do sertanejo, tão aclamado por Euclides da Cunha em Os Sertões.


Contudo após tantas condenações mais parece que ele confunde ser persistente com ser turrão. Teu desgaste pessoal se espalha pelo Nação, despertando nas pessoas não carinho, contudo um deplorável sentimento de comiseração e aturdimento ante mais uma derrota implacável. Lula da Silva está ainda mais perto da cadeia. Uma coisa é certa: continuará em cela comum, próximo com outros detentos. Seus advogados já são capazes de ir providenciando o atestado de antecedentes.


Ele disse que, se fosse condenado, iria a pé para Curitiba. Lula acabou. É carta fora do baralho. Encerramento da linha. Lutar por direitos pertence ao jogo democrático. Insistir em lorotas e ameaças, se julgando acima da lei, se passando por cidadão imaculado é irritante, patético e triste. Lula é somente um retrato amarelado na parede, lembrando Drummond.


Plano B pro PT é outra conversa fiada. Não cola mais. Foi-se o tempo em que Lula elegia postes. Hora de Lula fazer as malas para outra viagem. O caderno Metrópole do “Estadão” (3/3, A15) traz a seguinte manchete: “Água terá reajuste se houver queda brusca de consumo”. Vendo a notícia pela página A17 o leitor vai tomar discernimento de que uma tal de “Arsesp” se arvora o “direito” de acrescentar o valor da água fornecida à população “quando houver redução expressiva da demanda”. A desfaçatez dos burocratas que atuam no serviço público não tem limites.


Ou melhor pois que uma organização pública, que detêm o monopólio no fornecimento de um bem importante para a população (não optativo), seus clientes cativos, se acha no correto de ampliar o valor desse bem a teu bel prazer. E podem ter certeza que se questionada a estatal vai argumentar que essa medida é boa, uma vez que está prevista nos estatutos. Quatro Dicas Pra Escolher O Melhor Empréstimo Pessoal é um escárnio!


Como uma situação dessas seria tratada em uma organização privada? Havendo uma queda de receita em decorrência da diminuição na procura, imediatamente seria providenciada a redução dos custos que, pela sua incidência superior, começaria com a redução da folha de pagamento de funcionários, vale manifestar, corte de pessoal. Essa é a proporção correta que a burocrática Arsesp deveria aconselhar, desinchando a “obesa” folha de pagamento da Sabesp, cabide de emprego político do governo, na mesma proporção da redução da busca. Mas eles não têm desonra de assaltar a população indefesa.


Optei há bastante tempo por receber a conta de água por e-mail. Percebi neste momento, todavia, que nunca recebi nenhuma conta por essa rua. A conta da Eletropaulo chega religiosamente. Contudo a de água é só cobrada em débito automático. Um recado para o governador Alckmin: o senhor é, de longe, o melhor governador entre todos que governam os Estados da União. É um homem preparado pra exercer a Presidência do Estado. No entanto tem um espírito autodestrutivo incontrolável que, infelizmente prontamente se manifestou em outra campanha presidencial. Por Corporação De Controle Financeiro Atinge R$ um Bilhão Em Transações seus eleitores se desdobrem apontando suas qualidades, o senhor puxa o próprio tapete, em pleno ano eleitoral!


Tags: veja mais sobre

Don't be the product, buy the product!

Schweinderl